OS MISTÉRIOS DO TRANSATLÂNTICO QUEEN MARY



"Poderiam as almas de pessoas que trabalharam em um grande navio, e daqueles que morreram em seu interior ficarem presas pela eternidade no interior da embarcação, fazendo desse local sua moradia pela eternidade?"


Os fatos descritos a seguir são justamente sobre esse tipo de acontecimento!

 

=================================================================================

O Transatlântico Queen Mary foi construído em 1936 sendo considerado um navio de cruzeiro revolucionário para a Linha Cunard. Durante a Segunda Guerra Mundial ele serviu no Exército Britânico antes de voltar a funcionar como um navio de cruzeiro, para se aposentar em Long Beach em 1967. Com uma história tão rara, o navio estava destinado a deixar a sua marca.

O Queen Mary é conhecido por suas visões de fantasmas e atividade paranormal inexplicável.
A porta 13 da sala de motor tem o fantasma de um homem que morreu esmagado durante a perfuração de uma porta sólida. Muitos visitantes e tripulantes afirmaram ter visto um homem jovem de macacão azul andando perto da porta.
O epicentro de assombrações é a piscina. Os fantasmas de mulheres de maiô da moda antiga foram vistos várias vezes.
Trilhas de pegadas molhadas também foram vistas, apesar da piscina estar vazia.

Todo local assombrado parece ter uma mulher branca, e o Queen Mary não é exceção. Ela pode ser vista no salão do Navio dançando sozinha nas sombras. Se você gosta de música com assombração, você não ficará desapontado.
O Queen Mary também tem um fantasma pianista em seu grande piano, que choca os visitantes do navio com suas notas assustadoras.

RESTAURANTE

A foto ao lado foi tirada no restaurante do RMS Queen Mary em uma de suas Viagens pelo Mundo.


SALA DE MÁQUINAS - PORTA 13

Em 10 de Julho de 1966 durante um trabalho rotineiro na porta hermética da sala de máquinas, um rapaz de 18 anos de idade foi empurrado violentamente sobre a porta #13 nos fundos da sala de máquinas.
Numerosos encontros tem sido reportados pelos visitantes e pelos tripulantes do Queen Mary, os quais descrevem que viram um homem barbudo, jovem com roupas azuis, o qual atravessa a sala de máquinas e depois desaparece através da porta #13 nos fundos.


A PISCINA DA PRIMEIRA CLASSE

A Piscina da primeira classe, a qual está sem uso já a muito tempo, tem sido um lugar de mutos encontros fantasmagóricos. Há havido informes de avistamentos de mulheres com vestidos longos e brancos ao redor da piscina. Também tem pessoas que ouvem barulhos como que alguém mergulhando na piscina, sendo que ao chegar ao local, existe o avistamento de rastros molhados como se alguém tivesse saído da piscina naquele momento.
Alguns especialistas acreditam que nesse local existe um vórtice interdimensional que faz o contato entre outro mundo e o nosso através do interior do Queen Mary.


O SALÃO DE FESTAS DA PRIMEIRA CLASSE

O salão de festas da primeira classe tem sido alvo de muitos encontros, sendo que todos os detalhes dos fatos de avistamentos de fantasmas tem sido coerentes entre as testemunhas que presenciaram.

Parece que uma mulher jovem e formosa, em um vestido de noite branco, muito elegante, tem sido vista dançando pelas sombras do salão.
Um dos encontros mais recordados, ocorreu quando uma pequena garota que estava visitando o Queen Mary, apotou para uma direção dizendo que havia uma mulher vestida de branco olhando para ela. Olhando ao redor, o guia turístico não viu nada, sendo que a garotinha insistiu e continuou sinalizando que a mulher de branco estava em um canto do salão de festas. Ninguém viu nada. No entanto a garotinha não sabia que ela era uma de muitas pessoas que tinham visto aquela aparição no Queen Mary.


O FANTASMA "GRIS"

Durante a Segunda Guerra Mundial, o Queen Mary foi Pintado e Camuflado, transformando-se em um navio de transporte de tropas e apoio. Foi chamado então de "O Fantasma Gris".

O "Fantasma Gris" provou ser um membro importante das forças aliadas, sendo que Adolf Hittler chegou a oferecer $ 250.000 de recompensa e a Cruz de Ferro a qualquer capitão de submarino que pudesse afundá-lo. Durante um viagem em que o "Fantasma Gris" realizava em zigue-zague pelo oceano, tentando despistar os submarinos alemães, ele colidiu com o navio de Cruzeiro Britânico H.M.S. Curaçao, cortando-o ao meio.
Mais de 300 soldados britânicos afundaram junto com o Curaçao.
40 anos depois, uma equipe de televisão instalou equipamentos de gravação no Queem Mary durante a noite, bem no local interno onde ele colidiu com o H.M.S. Curaçao. Sons incríveis foram ouvidos depois, como sons de colisão e também sons de gritos e pedidos de socorro.


ACOMODAÇÕES DE PRIMEIRA CLASSE

Muitas ocorrências tem tomado lugar dentro dos limites de um número de camarotes de primeira classe. Tem havido informes de água correndo nos lavatórios a noite, telefones que tocam em altas horas da noite e de luzes que se acendem e/ou apagam misteriosamente.
Alguns passageiros tem relatado ouvir uma respiração perto deles nas acomodações do Queen Mary, bem como cobertas que são retiradas a noite enquanto dormiam.
Um acontecimento estranho sucedeu em uma manhã enquanto que um guia turístico tirava fotografias de um dos interiores dos camarotes. Um foto que capturou a imagem de um espelho dentro de uma das cabines, quando revelada, mostrou a imagem de um homemalto de cabelos pretos no espelho.
Isto não seria considerado estranho, exceto que o homem da foto usava uma roupa do estilo de 1940 e não parecia ninguém conhecido que estivessa a bordo naquela data.

Para quem duvida desses acontecimentos, existe a possibilidade da realização de uma visita pessoal em seus interiores, para se verificar os fatos com os próprios olhos.

Quem se habilita?