O PARAFUSO DE
300 MILHÕES DE ANOS



"Teria existido em nosso mundo, em um passado remoto, civilações tão avançadas como a atual, possuindo tecnologia para a construção de artefatos considerados modernos? Se existiram, de onde obtiveram conhecimento para esse fantástico desenvolvimento em uma era considerada "Pré-histórica"? Isso poderia ser fonte de alguma civilização que teria vindo de outros mundos?"



 

Os fatos descritos a seguir mostram uma prova da existência de uma tecnologia avançada em uma época em que imaginávamos que nada poderia existir, além de "clavas, lanças e talvez, fogueiras"!

=================================================================================

Um fato espantoso assustou a comunidade científica, deixando perpléxos os mais experientes pesquisadores:

Foi encontrado na Russia um "PARAFUSO" com aproximadamente 300 milhões de anos de antiguidade.


Cravado nas rochas e medindo aproximadamente 2 centímetros de largura, o artefato  está assombrando os pesquisadores.
Isso simplesmente muda todo o conceito de evolução histórica que temos até o momento e é mais uma indicação de que já houveram civilizações avançadas na terra muito antes do que imaginamos.
A história sempre esteve errada e agora mais ainda, por esse ponto de vista.
Precisaremos um dia reescrever a nossa história, pelas provas e não pelas teorias.

O fóssil do parafuso que tem um tamanho de cerca de 2 cm de comprimento, foi descoberto em uma escavação realizada em 7 de outubro de 1996 por um grupo de pesquisa chamado "Grupo Kosmopoisk", uma organização de pesquisa científica, que é responsável por investigações de OVNI's, criptozoologia e outros fenômenos sem explicações racionais.
Por ser algo representando uma "nova descoberta" e um grande mistério, somente agora foi divulgado.

A expedição de 7 de outubro de 1996 foi organizada na busca de fragmentos de meteoritos que caíram na região de Kaluga, na Rússia, onde foi descoberto mais do que apenas um meteorito.
A descoberta, depois de vários paleontólogos analisarem, definiu que a  idade da pedra foi 300 a 320.000.000 (milhões) anos.

Como explicado em um artigo na revista russa "Ogonek", detritos de rocha foram analisadas por raios-X, e a surpresa foi que, pelo menos dentro da rocha havia mais outro parafuso do mesmo tipo descoberto.
Este “*OOPArt” descoberto na Russia é outra das muitas descobertas que a ciência nos faz crer que outras civilizações tão avançadas como a da atual era “tecnológica” (ou muito mais avançada tecnologicamente) possa ter existido em um passado remoto.

*OOPart: Objeto de interesse histórico, arqueológico, paleontológico ou encontrado em um contexto muito incomum ou aparentemente impossível, e que poderia desafiar a cronologia convencional do tempo como conhecemos.

Este achado tem sido estudado intensivamente em várias instituições científicas da Rússia, como: geólogos, físicos, paleontólogos e mineralogistas.
Todos os técnicos que examinaram os resultados estão convencidos de que o parafuso foi construído artificialmente e não um produto de um processo natural.

Porém a pergunta ainda persiste: Quem teria construído um parafuso à 300 milhões de anos atrás, e com qual tecnologia?