BOB CRANE


 

Ator

[13 / 07 / 1928 <==> 29 / 06 / 1978]

Robert Edward "Bob" Crane foi um ator norte americano, o qual é lembrado pelo seu papel de "Coronel Robert E. Hogan" da série de televisão "Hogan's Heroes" (produzida de 1965 à 1971 e transmitida no Brasil nas décadas de 1970 e 1980 como "Guerra, Sombra e Água Fresca"), e também pelo seu misterioso assassinato, o qual permanece sem solução até os dias de hoje.

Bob Crane nasceu em Waterbury, Connecticut - EUA, mas passou sua infância e adolescência em Stamford, Connecticut., onde se formou na "Stamford High School" (Stamford, Connecticut) em 1946.
A música era importante para Crane, e ele começou a tocar bateria no em sua adolescência.
Mais tarde, ele se envolveu em desfiles em sua escola de ensino médio e bandas de jazz, bem como na orquestra da escola.
Bob Crane também participou da Orquestra Sinfónica de Connecticut e das Orquestras Sinfónicas de Norwalk, como parte do programa de orquestra de jovens.
E m 21 de junho de 1948, Bob se alistou na Guarda Nacional e foi dispensado em 1 de maio de 1950.
Em 1949, Crane se casou com sua namorada do colegial, chamada Anne Terzian, e eles tiveram três filhos: Robert David, Deborah Ann e Karen Leslie.

Em 1950, Crane começou a sua carreira de locutor na rádio "WLEA" em Hornell, Nova York.
Após um curto período de tempo ele se mudou para a rádio "WBIS" em Bristol, Connecticut , seguindo depois para a "WICC" em Bridgeport, Connecticut.
Está última rádio tinha uma potência de transmissão de 1.000 watts, com um sinal que cobria a região nordeste da região metropolitana de Nova York, onde permaneceu até 1956.
Devido ao grande sucesso de Bob Crane como locutor, ele foi convidado por executivos da rede CBS de rádio para trabalhar em uma outra rádio do grupo na cidade de Los Angeles (Califórnia), com o objetivo de "alavancar" a audiência naquela região.
Então Bob Crane se mudou com sua família para Califórnia com o objetivo de comandar o "Show da Manhã" na rádio "KNX".
Crane comandou a transmissão com muio ânimo e energia, tendo no programa convidados como Marilyn Monroe, Frank Sinatra e Bob Hope.
Seu programa programa matinal se tornou o número um em audiência, sendo um grande sucesso na região de Los Angeles.

Crane então agiu com amibição, e usando alguns contatos, conseguiu fazer aparições na séria "The Twilight Zone" (no Brasil = "Além da Imaginação") (sem créditos), Channing, Alfred Hitchcock Presents, e Teatro General Electric.
Quando Carl Reiner apareceu em seu show, Crane o convenceu a reservar-lhe uma participação como convidado em "Dick Van Dyke Show" , onde ele foi notado por Donna Reed, que sugeriu a ele para o papel de vizinho do "Dr. Dave Kelsey" em seu seriado de mesmo nome de 1963 até 1965.
Em 1965, foi oferecido à Bob Crane o papel de protagonista em um piloto de comédia de televisão "Hogan's Heroes".
A série se tornou um sucesso e terminou no "Top Ten" em seu primeiro ano no ar, sendo vista posteriormente em vários países, inclusive no Brasil.
A série durou seis temporadas, e Crane foi indicado para um "Prêmio Emmy" por duas vezes, em 1966 e 1967.
Durante sua atuação na série, Bob Crane encontrou "Patricia Olsen", que fez o papel de "Hilda" sob o nome artístico "Sigrid Valdis".

Se apaixonando por Patricia Olsen (Sigrid Valdis), Crane se divorciou de sua esposa de 20 anos e se casou com ela no set de filmagens da série no ano de 1970.
Eles tiveram um filho, Scotty (Robert Scott), e adotaram uma filha chamada Ana Maria.
Após o encerramento da última temporada de "Hogan's Heroes", em 1971, Crane ficou frustrado por não lhe oferecerem papéis de qualidade em novas produções.
Crane apareceu em dois filmes da Disney, "Superdad" (1973) no papel-título e "Gus" (1976) em uma participação especial.
Em 1973, Crane adquiriu os direitos do programa "Beginner's Luck", um programa que ele estrelou e dirigiu, fazendo shows em diversos locais dos Estados Unidos.
A produção viajou por cinco anos, predominantemente em teatros jantares na Flórida, Califórnia, Texas, Havaí e Arizona.
Durante os intervalos, Crane estrelou em uma série de programas de TV, incluindo "Police Woman", "Quincy", "ME" e "Love Boat".
Os fãs de Bob Crane ligavam sua pessoa ao seu personagem da série "Hogan's Heroes", tendo uma ótima impressão à seu respeito, no entanto, nem todos sabiam da personalidade sombria que Bob Crane possuía, sendo um pervertido sexual, viciado em pornografia e em realizar orgias com várias mulheres, inclusive com sexo grupal, junto com amigos.
Bob Crane não imaginava que esse seu comportamento "pervertido" o levaria à morte.

Durante as filmagens de "Hogan's Heroes", o co-estrela Richard Dawson apresentou à Crane (um entusiasta da fotografia), John Henry Carpenter, um nativo americano com descendência espanhola, que trabalhou com o departamento de vídeo na Sony Electronics e teve acesso a gravadores de vídeo em seu início, sendo um especialisata no assunto.
Carpenter realizava suporte técnico e orientações para personalidades de Hollywood, sobre equipamentos de gravação e sua operação.
Foi assim que Bob Crane conheceu John Carpenter, e dessa amizade começou algo a mais.
Carpenter ensinou à Bob Crane como realizar gravações em vídeo, sendo que Crane começou à gravar suas experiências sexuais desde então, e com a participação de John Carpenter.
Ambos saiam junto "caçando" mulheres dispostas à participar de orgias e ao mesmo tempo, que permitissem que tudo fosse filmado.
Bob Crane, ao londo de anos, colecionou uma pilha de filmes realizando atos sexuais com diversas mulheres, e em muitos, com a pariticpação de John Carpenter.
Bob Crane era "heterosexual", mas dizem que John Carpenter era "bisexual", desejando algo a mais de Bob Crane do que sua amizade, mas sem a reciprocidade de Crane.

No dia 28/06/1978, Bob Crane estava com sua produção "Beginner's Luck" na cidade de Scottsdale - Arizona - EUA [Coordenadas GPS - Latitude / Longitude = 33°29'28.50"N, 111°55'34.10"W], com várias pessoas, entre elas John Henry Carpenter em um jantar no Windmill Dinner Theatre (atualmente é um nightclub chamado "The Buzz" [Coordenadas GPS - Latitude / Longitude = 33°34'48.27"N, 111°55'29.59"W].
Em um certo momento, Crane e Carpenter saíram juntos, sendo que Bob Crane disse à John Carpenter que não queria mais saber de sua amizade. Os motivos para isso não foram divulgados e permanecem em mistério.
Cogita-se que Crane não estava gostando das insinuações de Carpenter sobre ele, e resolveu terminar a amizade.
Após conversarem, Crane seguiu para seu apartamento no hotel Winfield (hoje Winfield Place Condominium) [Coordenadas GPS - Latitude / Longitude = 33°30'38.14"N, 111°55'14.09"W] e Carpenter para o seu em outro hotel.
Às 14:00' do dia seguinte (29/06/1978), um dos membros do elenco, a atriz Victoria Berry, chegou ao apartamento de Crane para o que ela disse à polícia ser uma gravação de voz para uma cena da peça "Beginner's Luck".

Berry inicialmente alegou que o seu relacionamento com Crane era apenas como "irmão-irmã", mas depois admitiu que tinha dormido com ele duas vezes).
Depois de bater e não obtendo resposta, ela tentou abrir a porta, e descobriu que estava destrancada, e entrou no apartamento, onde encontrou o corpo de Crane.
A parede inteira estava coberta de um lado para o outro com o sangue, ela disse à polícia.
Crane estava enrolado em uma posição do feto, e ele tinha uma corda amarrada no pescoço.
"Uma investigação forense mostra que o assassino tinha atingido Crane, que estava provavelmente dormindo, com pelo menos duas pancadas com poderosos golpes de algum instrumento contundente e, em seguida, depois que ele estava morto, firmemente amarrou um cabo de fio elétrico em volta de seu pescoço.

Enquanto a polícia tinha inúmeros suspeitos, como possíveis amantes desprezadas e maridos ciumentos, chegando o número na casa dos três dígitos, eles rapidamente concentraram sua atenção em John Henry Carpenter.
Ele havia deixado às pressas Scottsdale na noite anterior para Los Angeles, e de lá tinha telefonado para o apartamento de Crane duas vezes enquanto a polícia estava lá.
Quando um detetive da polícia atendeu o telefone, Carpenter não perguntou onde ou como Crane estava ou por que o detetive estava lá.
E a teoria sobre o possível assassino ser uma de suas amantes ficou em segundo plano após o médico Heinz Karnitschnig dizer que a força necessária para realizar os golpes fatais seria de uma pessoa muito forte, e portanto, presumivelmente do sexo masculino.
A Polícia examinou o carro de aluguel que Carpenter tinha usado em Scottsdale no Arizona e encontrou pequenas manchas de sangue sêco, do tipo B.
Com seu estranho comportamento, e também devido à essa nova evidência, John Henry Carpenter passou a ser considerado o assassino de Bob Crane.

Em 1978, é claro, o teste de DNA ainda não era possível, mas apesar disso, a polícia continuou a suspeitar de Carpenter, mas eles não tinham provas adicionais para incriminá-lo.
Em 1989, a ciência do DNA havia melhorado, e a polícia revisa a amostra de sangue que havia encontrado no carro alugado por Carpenter, e temtou ligá-lo a Crane, mas o teste foi inconclusivo.
Finalmente, em 1992, os detetives que estavam investigando o caso, revendo fotos do carro de aluguel, perceberam um pequeno material no painel da porta, o que eles concluíram que seria parte de um cérebro humano.
A mancha em si não estava mais disponível, mas a promotoria encontrou especialistas dispostos a testemunhar que aquilo realmente era massa encefálica, e com isso, Carpenter foi indiciado pelo homicídio.

No julgamento, os advogados de Carpenter disseram que em análise feita por seus especialistas contratados, não seria possível concluir que aquela imagem seria realmente partes de um cérebro ou não, pois era somente uma imagem, e não o mateiral em si.
A defesa argumentou também que o resto da prova da acusação, sendo o "clima tenso no jantar", como observado por uma garçonete e o comportamento de Carpenter no telefone tal como interpretado pelo detetive, não servia, pois eram apenas interpretações, não sendo provas contundentes, sendo que com isso o juri considerou Carpenter "Não Culpado", sendo solto.
John Henry Carpenter morreu em 1998, ainda professando sua inocência, deixando esse crime como um dos mais misteriosos até os dias de hoje.

Causa da Morte: Bob Crane morreu em 29/06/1978 com 49 anos de idade, devido à traumatismo e Hemorragia provocados por impacto de objeto desconhecido (teorias dizem que talvez fosse o tripé de uma câmera) com seu crânio (assassinato).

Sepultamento:
Oakwood Memorial Park.
Chatsworth - Los Angeles County - California - USA.

Coordenadas GPS (Latitude / Longitude):
[34°15'10.25"N / 118°37'11.13"W]

[Clique nas Coordenadas acima para acessá-las no Google Maps!]


Bob Crane


Bob Crane com Sigrid Valdis (Patricia Olsen)


Bob Crane em "Hogan's Heroes"


Bob Crane com o elenco de "Hogan's Heroes"


Bob Crane


Bob Crane na época como locutor de rádio


Local atual onde foi o último jantar de Bob Crane
(antigo "Windmill Dinner Theatre")


Foto atualizada (2010) do apartamento onde Bob Crane foi encontrado morto em 29/06/1978


Corpo de Bob Crane quando encontrado pela Polícia


Corpo de Bob Crane quando encontrado pela Polícia


Túmulo de Bob Crane ao lado de Sigrid Valdis


John Henry Carpenter em seu julgamento onde foi inocentado por falta de provas


John Henry Carpenter, possível assassino de Bob Crane

Trabalhos:

Bob Crane



Explore o mundo todo em 3D
com riqueza de detalhes.

Google Earth




www.alemdaimaginacao.com
assombracoes@gmail.com