A CASA SOBRENATURAL

 

 

 

Meu nome é Luine sou de São Paulo e tenho16 anos.

Minha história aconteceu quando eu me mudei para uma casa que estava intacta havia cinco anos. Quando a vi pela primeira vez, tive medo, não quis entrar na casa. Todos que entravam naquela casa me diziam que ela tinha aspecto sombrio, assustador. Houve até um amigo meu de infância que morava lá que me disse que a antiga moradora recebia espíritos no meu quarto.

Até esse tempo eu nunca havia tido nenhum fenômeno sobrenatural (pelo menos até eu me mudar para aquela casa), até minhas amigas e eu começarmos a brincar de levitar. Juro que não havia sentido nada, até as meninas me contarem que eu flutuei quase um palmo do chão. A única coisa que pude confirmar que era verdadeiro era a telha onde eu estava deitada. Ela estava em fragmentos como se tivesse sido atirada com violência ao chão.

Nessa mesma época eu e meu irmão começamos a brincar com o compasso, só que de formas diferentes: enquanto eu brincava na escola com minhas amigas, ele brincava em nosso quarto. Acho que o maior perigo foi chegar a esse limite, pois minha vida se transformou num inferno, a começar por mim que acordei com uma mulher chorando, dias depois meu irmão vê a mulher.

Dessa época até eu ir embora dessa casa, foram acontecimentos macabros: aparições de espíritos era mais que freqüentes, desde crianças até vultos invisíveis, vozes, choros, passos, objetos se movendo e até crianças me convidando para brincar.

Um dia, percebi o por que isso acontecia: meu irmão guardava a tábua ouija embaixo da minha cama, e era só eu que via os espíritos. Mas, descobrindo a raiz do problema não significava que estava tudo acabado, pois até hoje, que moro em outra casa, sou perseguida por seres estranhos. É uma condição que irei para sempre carregar.

posso dizer que realmente essa casa tinha algo de incomum, pois, a cada vez que passo em frente a ela, sinto um arrepio frio na espinha e uma sensação de ser odiada por alguém.

E isso é algo que não tem explicação

Obrigada pelo espaço e pela paciência!!!

 

Luine - São Paulo - S.P.