O CÃO NEGRO

 

 

Vou contar uma história que aconteceu comigo há um ano: minha família se mudou para um apartamento novo, que tem uma cozinha bem estreita e comprida, tipo corredor. Nesse dia a minha irmã tinha colocado uma panela de pressão no fogo, mas como tem problemas de enxaqueca acabou tomando um remédio e foi "deitar" para esperar a dor passar e dormiu. Eu estava chegando do trabalho, e como a garagem fica mais perto da porta da cozinha entrei por ela mesmo, só que quando abri a porta comecei a escutar aquele chiado bem alto da panela no fogo, mas mais alto ainda foi um rosnado de cachorro, deixei a porta aberta e entrei um pouco mais visualizando totalmente a cozinha, então vi a panela no fogo, escutei aquele barulho horrível e em frente ao fogão, bem no meio da minha passagem para dentro de casa, havia um enorme cão negro rosnando pra mim, o mais estranho é que nós temos uma cadela, e ela estava parada na porta da cozinha (que dava pra sala) olhando triste pra mim, coisa que é bem difícil já que ela faz festa toda vez que a gente chega. De repente o cão começou a avançar em minha direção bem devagar e sempre rosnando, eu simplesmente me virei corri e bati a porta atrás de mim. Quando corri para o elevador para chamar o porteiro pelo interfone, escutei um estrondo horrível dentro de casa, na mesma hora o vizinho do lado, saiu e nós entramos na minha casa, não havia nem sinal do cachorro, a cozinha estava toda suja de feijão e de pedaços do azulejo e da parede e bem em frente a porta da cozinha onde eu estava a poucos segundos estava a panela toda amassada, até o piso estava quebrado. Claro que nessa hora a minha irmã acordou assustada com o barulho, e até a cadela veio fazer festa, mas eu tenho certeza de que se não fosse aquele cachorro eu não estaria aqui hoje.

 

Carol - Fortaleza - CE

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

1