A MULHER NO CORREDOR


"Desaparecimentos misteriosos de pessoas, carros, navios, aviões, coisas e até de animais ocorrem em todo o mundo sem explicação, sendo que nunca mais são encontratos.
O que seria a causa desses misteriosos desaparecimentos? Portais interdimensionais? Uma passagem temporal para outra época?
Ou o que?"


 

O Relato a seguir é sobre um desses inúmeros e misteriosos acontecimentos!

=================================================================================

Bom pessoal.
Depois que eu escrevi aqui o que ocorreu comigo por duas vezes, desta vez estou escrevendo por uma história que eu escutei a poucos dias conversando com algumas pessoas do trabalho.


Trabalho em uma repartição pública do estado, aqui em Fortaleza, e o expediente já tinha terminado, e como muitas vezes eu fazia quando ainda cursava faculdade, eu ficava até mais tarde na recepção conversando com as pessoas daqui.
Apesar de ser uma repartição muito grande, eu conheço quase todos que trabalham aqui, já que o setor que eu sou lotado é muito requisitado.
Mas vamos o que escutei.

Estávamos falando de ficar até mais tarde aqui, eu já fiquei e ainda fico várias vezes e já ouvi histórias de aparições através dos policiais que ficam aqui a noite, mas eu nunca ví nenhuma.
Já andei em todas as salas de todos os andares a noite e nada aconteceu, e conversando sobre isso uma colega minha contou que, um certo dia ela precisou ficar até tarde da noite para verificar uns papeis que seriam entregues no dia seguinte para a primeira dama do estado autorizar, e a mesma teria que assinar no inicio do expediente devido a urgência.

Então quando essa minha colega já tinha terminado tudo, ela resolveu se preparar para ir embora, mas antes de ajeitar as coisas dela ela foi ao banheiro para lavar as mãos e etc...
Quando ela saiu na porta da sala, ela viu uma mulher alta toda de branco caminhando pelo corredor na frente dela indo em direção a porta de saída. Ela não ligou muito e pensou que fosse outra pessoa que trabalha aqui também e falou para a mulher:

"Que coincidência fulana, estamos saindo quase no mesmo horário".

A tal mulher nem olhou para tráz.

Então ela pensou que a mesma não poderia ter ouvido, já que o corredor que dá para a sala de saída é longo.
No outro dia ela encontrou uma colega, a qual ela imaginava que seria a pessoa que havia saído tarde na noite anterior, sendo que quando ela questionou o porque ela não tinha respondido na noite anterior, a moça disse:

"Mas eu não fiquei até tarde, eu saí antes do horário final do expediente porque precisava pegar minha filha no colégio mais cedo".

Quando a minha colega foi perguntar para o policial que estava de plantão a noite, ele informou aquela "mulher de branco" já tinha o costume de aparecer na secretaria, inclusive ele mesmo já tinha visto muitas vezes.

Até hoje não se sabe quem é essa tal mulher alta que aparece por aqui.
Eu tenho muita curiosidade de vê-la, e se eu me encontrar com ela, escreverei como foi.

Emanuel - Fortaleza - Ceará